Antes de mudar para o Japão

Se você chegou aqui é por que provavelmente esta planejando se mudar para o Japão ou está minimamente curioso para saber como fazer isso. Uma coisa você já começou a fazer certo, pesquisar e procurar informações.

Para qualquer mudança de nível internacional é bom que você esteja preparado o máximo possível, desde entender como funcionam as burocracias daquele país como a cultura e a língua. Até mesmo na hora de encarar a solidão de mudar de país.

Independente de como você esteja fazendo essa mudança, a trabalho, estudando, com família, sozinho, existem alguns pontos chaves que você precisa entender antes que começar a pensar em ir.

Junte dinheiro, o máximo que conseguir. Mesmo que você esteja se mudando já com emprego, casa, tudo garantido, os primeiros meses da sua adaptação serão cruciais e tudo vai gerar em torno de dinheiro. Não cancele sua conta de banco no BR logo de cara e principalmente mantenha um cartão de crédito liberado internacionalmente (vou explicar melhor o porquê disso mais na frente).

Aprenda o básico da língua, mesmo sendo apenas o alfabeto, os números, se cumprimentar, o básico será muito importante para causar uma boa primeira impressão com as pessoas que irá conhecer, principalmente se for um ambiente de trabalho. Caso você esteja vindo para fazer um curso de línguas, não se preocupe tanto com isso.

Agora digamos que você já juntou seu dinheiro, já saber um pouco de japonês, está pronto para partir na sua nova vida do outro lado do mundo.

Você sabe como fazer para fazer uma conta de celular? Sabe como abrir uma conta no banco no Japão? Sabe como fazer seu registro de residente? Sabe como registrar seu endereço? Calma, calma! Existem diversas coisas que você irá ter que fazer nos primeiros 15 dias da sua chegada e pode ser que não tenha ninguém para te auxiliar nisso. Mas eu estou aqui para tentar fazer com que a sua vida no Japão seja o menos de "perrengue" possível. Pelo menos no começo.

Logo na sua chegada no aeroporto você vai precisar estar com seu visto e todos os documentos em mãos, seu cartão de residência e feito ainda no aeroporto. Com ele feito você não precisa mais ficar andando com seu passaporte, apenas com seu novo cartão de residência. Esse link tem outras informações de vistos de entrada.

Agora, você precisa ter seu cartão de crédito liberado internacionalmente para fazer seu número de celular no Japão, independente de qual operadora você escolha, eles vão pedir um cartão de crédito para fazer seu cadastro para você receber sua primeira fatura.

Se você trouxer seu celular do Brasil e não tiver intenção de comprar um novo celular no Japão, você terá limitações na hora de escolher uma operadora. Os celulares feitos no Japão recebem um selo digital de aprovação para as operadoras. O atendente vai entrar dentro das configurações do seu celular e buscar por esse selo, grande parte das grandes operadoras não vão deixar você comprar seu sim card com elas se seu celular não for Japonês. Mas isso não será um grande problema, ainda sim existem operadoras que aceitem telefones estrangeiros.

Se você quiser facilitar sua vida, as grandes lojas de departamentos como a BicCamera e Yodobashi, tem boa parte das operadoras disponíveis e você pode comprar e fazer sua conta nova lá mesmo. Na maioria delas você pode encontrar atendentes que falam inglês, mas nem sempre. Se você quiser informações sobre alguns preços de operadoras vou deixar esse site aqui.

Agora com seu novo número de telefone você pode abrir sua conta no banco. Sim, é preciso fazer seu telefone celular antes de tudo, pois para todas as coisas que irão vir a seguir você precisa ter um número de telefone.

Caso voce esteja vindo como estudante talvez não precise passar por esse processo, a não ser que queira trabalhar de meio período enquanto estuda. Para isso vou deixar aqui uma lista de bancos que são um pouco mais amigáveis para para estrangeiros. Caso você esteja vindo a trabalho, muito provavelmente seu trabalho já deve ter um banco de preferência.

Ótimo, tudo pronto, agora posso finalmente curtir o Japão! Ah seria bom né? Mas não, ainda não. Você tem 15 dias para fazer o registro da sua residência na prefeitura da sua região. Mesmo que você vá ficar apenas 20, 30 dias nessa residência, ela precisa estar registrada no seu cartão de residente. Depois que você se mudar você precisa trocar a sua a residência no seu cartão, para a nova. Você faz esse registro para poder receber o seu código de pensão e seu seguro de saúde. Aqui você encontra todas as informações sobre esse primeiro registro.

Sobre a parte de pensões, que funcionam mais ou menos como a aposentadoria, são informações longas e específicas para quem vai estar trabalhando no Japão ou ficando por um longo período, então deixarei aqui um link que me ajudou muito a entender o esquema de pensão. E aqui sobre o seguro de saúde.

Pronto, agora você pode começar sua vida no Japão! Não se esqueçam de se inscrever como membros do site para receberem notificações de novos posts.

98 visualizações1 comentário

©2020 por Hey, Ju! Listen!. Orgulhosamente criado com Wix.com