Boku no Hero Academia O Filme: Heroes Rising

Olá, pessoal! Faz um tempinho que não venho aqui, não é?

Mas para compensar, hoje eu vim com uma super recomendação e resenha!


O segundo filme da franquia do anime que virou fenômeno mundial estreou no Japão em dezembro de 2019 e faturou mais de um bilhão de ienes, e eu vou te falar o porquê!



O novo filme de Boku no Hero estava com previsão para ser lançado no Brasil ainda este ano (2020), mas isso foi em Janeiro antes da pandemia assolar o país. Com todos os cinemas fechados, ficou um suspense se ele realmente viria para o Brasil ou não, e a resposta foi sim: A partir do dia 14 de Outubro, o filme dublado em português, sob o título de "My Hero Academia: A Ascensão dos Heróis", foi disponibilizado nas plataformas de Streaming.


Agora entenda porque o filme fez tanto sucesso, não só pela fama do próprio anime e mangá.


A história, desta vez, talvez possa ser considerada um pouco mais séria, já que se passa após o arco do exame para obterem suas carteiras provisórias de heróis. Sendo assim, através de um programa do governo, a turma 1-A da UA é mandada para a ilha de Nabu onde teriam que exercer seu dever de heróis em observação sem a presença de professores, tendo que lidar com tudo sozinhos.


É deixado bem claro a eles que se cometerem um erro, eles mesmos teriam de arcar com as consequências. Isso os torna mais centrados no que precisam fazer, cientes de suas ações e os ajuda a amadurecer.


Tudo estava correndo bem, até que uma ameaça imprevista chega à ilha. Um vilão chamado Nine e seus comparsas invadem o território, aterrorizando os habitantes com apenas um objetivo: achar a criança que tem uma individualidade - quirk - especial, a qual ajudaria Nine a controlar sua parcela do All for One que fora injetado nele.


É contra esse vilão que Midoriya e Bakugou vão lutar. Porém, sem a ajuda de heróis experientes, coma turma dividida para enfrentar os outros malfeitores... a batalha não será nada fácil. E esse é um dos belos motivos de esse filme ter ganhado o coração de muitos.


A animação é de qualidade, as cenas de todas as batalhas são detalhadas e bem enquadradas, no entanto, é na luta final que todo o desenvolvimento um tanto lento e - talvez para alguns - embromado do enredo, culmina numa explosão de sentimentos.


O primeiro sentimento possa ser o de medo ao ver a magnitude do poder de Nine, e é muito interessante ver como essa emoção foi passada dos personagens para nós, espectadores, já que toda essa ideia de eles estarem por conta própria intensifica a sensação de "não tenho a quem pedir ajuda."; O segundo é de conformismo, pois nós sabemos que jamais dois protagonistas morrerão num filme; O terceiro é de admiração, fascínio, pois influenciado pelo medo anterior, Midoriya e Bakugou tomam uma decisão para salvar os dois irmãos de terem suas habilidades sugadas. Uma decisão grande e um tanto assustadora.


É após eles chegarem a esse acordo que uma batalha espetacular em traços, cores, sons, ângulos acontece. E não apenas nesses pontos, porque, graças ao combinado que eles fizeram, injetando todos os sentimentos trabalhados antes, os observadores - no caso, nós - ficamos aflitos para ver o que acontecerá assim que a luta terminar.


Também, durante esse trajeto do roteiro, que parece lento, é que vemos o evoluir um pouco mais palpável da consciência do Bakugou. O que eu, particularmente, achei muito interessante.


Meu palpite é que, embora tenha sido fraco em roteiro, o filme teve tamanha repercussão devido a esse misto de sentimentos que nos foram passados sutilmente através de pequenas ações, expressões, falas.



Até uma próxima, pessoal! Prometo não demorar tanto, haha! Espero que curtam o filme, seja dublado ou legendado, e deixe seu comentário para nós!

29 visualizações

©2020 por Hey, Ju! Listen!. Orgulhosamente criado com Wix.com